Futebol

Real Madrid apresenta denúncia contra crimes de racismo e ódio sofridos por Vini Jr.


O Real Madrid soltou uma nota nesta sexta-feira (15) denunciando os crimes de racismo e ódio sofridos por Vini Jr. O brasileiro foi mais uma vez atacado durante as partidas da Uefa Champions League desta semana entre Atlético de Madrid x Inter de Milão e Barcelona x Napoli. 

CLIQUE AQUI E ASSINE A MAX PARA ASSISTIR A TODOS OS JOGOS DA CHAMPIONS LEAGUE!

Em comunicado oficial, o Real pede ao Ministério Público da Espanha que solicite às forças de seguranças as imagens dos dois estádios para identificar os responsáveis pelos atos racistas e de ódio. O clube também condenou os crimes e garantiu que vai seguir na “luta pela tolerância zero” para os “episódios tão repugnantes”. 

Na última quinta-feira (14), Vini Jr. também se manifestou sobre os ataques racistas que foi alvo durante a classificação do Atlético de Madrid contra a Inter de Milão. O brasileiro cobrou à Uefa punições para os torcedores colchoneros que gritavam “Alé Alé, Alé, Vinícius chimpanzé” na entrada do estádio. 

CLIQUE AQUI E ENTRE NO GRUPO DE FUTEBOL EUROPEU DA TNT SPORTS NO WHATSAPP!

O Real também pede punição aos torcedores do Barcelona que cantaram “Vinicius, morra” no entorno do Estádio Olímpico de Montjuic, antes da partida dos culés contra o Napoli, pela Champions.

Vini Jr. vem sofrendo com ataques racistas na Espanha. No último dia 02 de março, o jogador foi alvo dos torcedores do Valencia durante o empate com o Real Madrid por 2 a 2 por LaLiga. O brasileiro marcou dois gols e comemorou fazendo o gesto antirracista com o punho cerrado. 

Confira a nota do Real Madrid na íntegra:

“O Real Madrid CF apresentou queixa à Procuradoria-Geral do Estado contra crimes de ódio e discriminação, pelos insultos racistas e odiosos dirigidos ao nosso jogador Vinicius Junior nas proximidades do Estádio Olímpico de Montjuic e do Estádio Metropolitano de Madrid diante do jogos entre FC Barcelona x Nápoles e Atlético de Madrid x Inter de Milão, pela Liga dos Campeões.

O Real Madrid pede ao Ministério Público que solicite às forças de segurança as gravações existentes em ambos os locais para identificar os autores dos referidos insultos racistas e de ódio.

O Real Madrid condena estes violentos ataques de racismo, discriminação e ódio que têm ocorrido, infelizmente repetidamente, contra o nosso jogador Vinicius Junior. O nosso clube continuará a trabalhar na defesa dos valores do futebol e do desporto, e permanecerá firme na sua luta pela tolerância zero face a episódios tão repugnantes como os que continuam a ocorrer nos últimos tempos.”